Danae

Danae
Klimt, Gustav

segunda-feira, abril 23, 2007



“Words are flowing out like endless rain into a paper
cup,
They slither wildly as they slip away across the
universe.
Pools of sorrow, waves of joy are drifting through my
opened mind,
Possessing and caressing me.
Jai guru deva. Om.”


Across The Universe

Lennon / McCartney



Me arraso,
rasgo
e costuro

sou de carne mesmo,
costurada
a frio
fio a fio

e em sangue
me reconstruo,
duro,
mas puro amor

mordo o beijo
a carne crua,
madura,
desejo

nessa matéria
pura,
costura
o rasgado amor

costuro no tempo,
na espera,
o rasgo
sangrou

e seja,
e dure
ou não,
Rasgou.

Carolina Miquelassi




02:38 (conclusão)

3 comentários:

Adélia disse...

Lembrei de Clarice, "Eu coso para dentro". Parece-me que vc também.
Obrigada pelo link. Honra.

Carolina Miquelassi disse...

na verdade alguns versos deste 'poema' nasceram de um papo no msn... daí foi só quando completei as sensações que me envolviam é que pude retornar aos versos guardados e 'completá-los'...

Priscilla disse...

Ah...como eu sou feliz de vez em quando!!!
dividir a minha existencia com pessoas e eu-líricos assim me um bem danado!!!rsrsrsr
amo tudo que é sensação verdadeira ,amo tudo que se escreve e revela com paixão de brasa...estou transbordando sensações antigas e ...
obrigada pela leitura de vc ou em vc,carol!
priscilla(bolinho de arroz)