Danae

Danae
Klimt, Gustav

segunda-feira, maio 07, 2007



Cadê a droga do meu vazio?

#meu amor tem uma cicatriz no peito esquerdo

[roubaram-lhe o coração]

#sei porque entrei lá pra pega-lo e não encontrei nada
além das artérias soltas.
Quis dar-te o meu mas não serviu

[havia um buraco que quis me comer]

_______________________________________________________

Chove solidão.

- Ouve seu som na vidraça!

#as lágrimas caem destes olhos cansados

- Diz-me, para onde vão os sonhos quando nossos olhos secam?_____________________________________________________
ataraxia


(cs) [Do gr. ataraxía, ‘calma’, ‘tranqüilidade’.] Substantivo feminino. 1.Hist. Filos. Nos vocabulários céptico e estóico, estado em que a alma, pelo equilíbrio e moderação na escolha dos prazeres sensíveis e espirituais, atinge o ideal supremo da felicidade: a imperturbabilidade.
[Cf. apatia (3), aponia, atambia e eutimia.] 2.Tranqüilidade, serenidade. 3.Apatia, indiferença: “Se tinha [Fernando Pessoa] horas de imensa euforia, .... a maior parte do tempo passava-o prostrado, numa ataraxia búdica” (João Gaspar Simões, Vida e Obra de Fernando Pessoa, p. 650).

_______________________________

- Você está bem?
- Isso é coisa que se pergunte?
- Nunca se sente só?
- Só entre as pessoas!?
_______________________________

carolina

Substantivo feminino. 1.Bras. S. Bot. Árvore inerme, da família das leguminosas (Adenanthera pavonina), de casca e folhas com propriedades medicinais, flores amarelas dispostas em racimos axilares ou paniculados, no ápice dos ramos, e cujos frutos são vagens estreitas com sementes lenticulares, vermelho-escuras. Fornece madeira escura, compacta, com veias onduladas e pequenos poros, usada em marcenaria de luxo.


3 comentários:

marcela disse...

oush...
faz uma tattoo ;), alias.. outra rss
desculpa...
to lesa e com sono...

Diogo Lyra disse...

Salve Caroline!
Que post intenso, gostei!

serennus disse...

Gostei dessa sua casa, dos seus poemas e meio que adoraria ter conhecido essa pessoa seu pai, que, puxa, deve ter sido um cara muito bacana. =)

Ei, deixe a porta aberta pra eu nem ter o trabalho de girar a maçaneta.
beijos em baldes,
Dy.